Observatório Nacional de Clima e Saúde

· Geotecnologias
Autores

Alterações no regime de chuvas podem favorecer o surgimento de surtos de doenças relacionadas à água, principalmente as transmitidas por vetores.

Diante de um cenário de incertezas devido às mudanças ambientais e climáticas globais, observa-se atualmente uma grande preocupação da sociedade com as possíveis consequências destas mudanças. Para compreender e atuar sobre este processo complexo, é necessário combinar o conhecimento gerado por pesquisas, a participação da sociedade civil e o acesso a dados sobre clima e saúde. Nesse sentido, o Observatório Nacional de Clima e Saúde busca incentivar pesquisas e debates sobre os impactos das mudanças ambientais e climáticas na saúde da população brasileira.

No Brasil, a região mais vulnerável aos riscos da variabilidade climática e a uma possível aridização devido às mudanças climáticas é o Nordeste brasileiros.

O Observatório é um projeto da Fundação Oswaldo Cruz – Fiocruz em parceria com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), apoiado pelo Departamento de Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador – DSAST, do Ministério da Saúde – M.S., e faz parte da Rede Clima. O Observatório reúne e conjuga dados ambientais, climáticos, socioeconômicos e de saúde produzidos por diferentes instituições, além de abrigar suas próprias pesquisas.

Esses dados são disponibilizados de forma livre e gratuita por meio de um site interativo, permitindo o acompanhamento, a médio e longo prazo, das mudanças ambientais e climáticas e das situações de emergências em saúde geradas por eventos climáticos. O projeto está centrado em quatro eixos prioritários:

  • Os efeitos das queimadas na poluição do ar e o agravamento das doenças respiratórias;
  • O impacto nos ciclos de transmissão de doenças por vetores, como a dengue, malária e febre amarela;
  • Os riscos de doenças de veiculação hídrica, devido a crises da água e de sistemas de saneamento;
  • O impacto de eventos climáticos extremos e desastres sobre a saúde humana.

O Furacão Catarina, que atingiu a costa brasileira em 2004, é um exemplo expressivo de um evento climático extremo e seus efeitos devastadores.

Esses estudos pretendem compreender como o processo de mudanças ambientais e climáticas interfere na dinâmica dessas doenças. Além disso, apontam fatores sociais e institucionais que agravam ou protegem a população, o que permite estabelecer estratégias de adaptação às mudanças.

Tendo em vista a diversidade de eventos que estão sendo monitorados, o Observatório conta com a participação da sociedade civil na construção dessa grande plataforma de dados, por meio de uma “base viva”. Essa interface permite estabelecer um diálogo entre cidadão, gestor de saúde e pesquisador e possibilita a inserção de informações por parte dos cidadãos, bem como o monitoramento de políticas públicas voltadas para a mitigação e adaptação a mudanças ambientais e climáticas. Por sua parte, o gestor público passará a contar com dados que o auxiliarão na tomada de decisão, como um retorno da sociedade em relação às ações de governo.

Fluxo informacional proposto pelo Observatório

Em um cenário de aquecimento global, a situação das queimadas na Amazônia e seus respectivos efeitos na saúde podem se agravar.

O Observatório está implantando Sítios Sentinela em algumas cidades brasileiras, de modo a acompanhar os efeitos das mudanças sobre as condições de saúde da população. Já estão em andamento iniciativas de monitoramento participativo de informações sobre as queimadas em Porto Velho e as variações do regime de águas em Manaus.

 

 

 

 

 

Para acessar o Observatório de Clima e Saúde clique aqui ou acesse o endereço na web http://www.climasaude.icict.fiocruz.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: